Origem Animal

Fornece drogas empregadas na Homeopatia

Os medicamentos homeopáticos provém dos reinos vegetal, mineral e animal, dos produtos de origem química, farmacêutica e biológica, bem como dos preparados especiais desenvolvidos por Hahnemann.

Os fungos(reino fungi), as bactérias (reino monera) e os protozoários (reino protista) também representam importantes fontes de matérias-primas empregadas na preparação dos medicamentos homeopáticos e são classificados à parte, já que, segundo a moderna classificação dos seres vivos, não pertencem aos reinos animal e vegetal.

Fonte: Olney Leites. Farmacopéia Homeopática Teoria e Prática.

Origem Vegetal

A maioria dos medicamentos é obtida pela tintura-mãe. É a origem que fornece maior contribuição à Homeopatia.

A planta poderá ser usada inteira, suas partes, seus produtos extrativos ou de transformação, bem como seus produtos patológicos. A grande maioria é obtida pela forma farmacêutica básica denominada tintura-mãe, embora algumas exceções sejam preparadas pela forma farmacêutica básica, denominada trituração-mãe. Os vegetais devem ser colhidos de preferência na forma fresca, em seu habitat natural, nas primeiras horas da manhã.

Origem Mineral

O mineral é usado da forma que se encontra na natureza. O reino mineral fornece uma grande variedade de substância para a preparação dos medicamentos homeopáticos, que podem ser simples ou compostos.

Os minerais são utilizados da forma que se encontram na natureza, precisam apresentar composição uniforme e compatíveis com àquelas testadas no homem são.

As drogas de origem industrial, elaboradas pelos laboratórios químicos e farmacêuticos, devem ser empregados na forma mais pura possível e identificadas pelos métodos comuns da química analítica.

As preparações especiais são obtidas de acordo com as fórmulas e normas técnicas deixadas por Hahnemann, constituindo preparações complexas, elaboradas a partir de substâncias naturais.